sexta-feira, 30 de agosto de 2013

DENÚNCIA: MAIOR RIO MARANHENSE SOFRE COM AS QUEIMADAS

RIO NASCE NO MUNICÍPIO DE MIRADOR E CORTA MAIS 52 MUNICÍPIOS

O maior rio maranhense, o Itapecuru, que nasce município de Mirador continua ameaçado. Como não bastasse o desmatamento, assoreamento e poluição pelos defensivos agrícolas, outra vez nessa época do ano o inimigo é o fogo. Há dois meses (julho) o Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (INPE) registrou quatro municípios maranhenses como os mais críticos em ocorrências de queimadas no Brasil ( ano passado, 2012, o Maranhão foi o primeiro colocado em números de incêndios em todo o país). Os municípios onde os focos de incêndios aconteceram foram Fernando Falcão com 59 focos, Barra do Corda com 59, Balsas com 53 e Mirador com 117 ocorrências. Essa semana, fim de agosto, viajantes que trafegam pela BR 230 denunciaram mais de 6 focos de incêndios próximo ao município de Pastos Bons. Em Paraibano, em setembro inicia-se o período de queimadas nas lavouras e a preocupação aumenta, devido à fumaça que lança cinzas sobre a cidade, adoecendo principalmente crianças e idosos com problemas respiratórios.
NASCENTE DO RIO
Mirador é o berço do rio Itapecuru, rio genuinamente maranhense, com 1,2 mil Km de extensão ligando o sul do estado ao Atlântico. O rio corta 52 municípios e é responsável pelo abastecimento de 65% da população da capital São Luis. Os 52 municípios que integram a bacia do Itapecuru, reúne uma população aproximadamente de 3 milhões de pessoas. Muitas delas tiram o sustento das águas do rio. O rio que deria ser preservado em toda a sua extensão sofre danos diários principalmente nas cidades mais populosas, que despejam seus esgotos  nas águas, na zona rural destroem as matas ciliares, existe retirada ilegal de madeira e areia às margens do rio e piorar o agronegócio na região de Balsas há anos aplicam defensivos agrícolas devido ao cultivo da soja e contribuem para a mortalidade do rio Itapecuru.
Brigadas de Incêndio Foto:IBAMA
Com a chegada do período de estiagem que vai de agosto a dezembro,  a vegetação se torna seca e inicia-se o desencadeamento de queimadas, provocadas principalmente por agricultores, caçadores e também a falta de consciência das pessoas. Esse período crítico da falta de chuva está no início, mas o Maranhão já se adiantou  e conseguiu mais um recorde: o de ser o primeiro em registros de focos de incêndios, são mais de 2.500 registrados até julho deste ano. O ranking de campeão em negatividade permanece com o Estado, também na área ambienta.
Na mídia do governo maranhense (principalmente na internet) o Itapecuru é altamente preservado e resguardado pelo Parque Estadual do Mirador, onde existe a Cooperativa dos Técnicos em Proteção Ambiental do Parque... Mas na realidade o município localizado ao leste maranhense e à 500 km da capital, não está na lista das brigadas de incêndio. O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e o Centro de Prevenção de Combate a Incêndios Florestais, órgãos responsáveis por reduzir o número dessas ocorrências, não destinou brigadistas para Mirador. Apenas quatro município (dos doze que eram beneficiados com este serviço) vão contar com os serviços dos brigadistas. Conforme informação da gerente estadual do PREVFOGO, Maria do Socorro Miguel Fonseca, o programa atuará especificamente nas áreas de proteção federal, como reservas indígenas e no Parque Nacional da Chapada das Mesas.
O município de Mirador que lidera o ranking de focos de incêndios não terá o serviço da brigada contra incêndio. A prefeitura municipal de Mirador tem uma secretaria de meio ambiente, porém, sem estrutura capaz de desenvolver trabalhos contra incêndio. O secretário municipal de Meio Ambiente de Mirador disse que tentou várias vezes, manter uma equipe de brigadistas do PREVFOGO, mas foi em vão. O IBAMA em São Luis, informou que este ano o município de Mirador, ficou sob a responsabilidade do Estado. Já a Secretaria Estadual de Meio Ambiente do Maranhão afirmou que uma equipe estava  elaborando um projeto para captação de recursos para manter suas próprias brigadas, o que ainda não aconteceu. Enquanto o fogo se espalha pela vegetação rasteira, São Luis promoverá daqui a três dias a 4ª Conferência Estadual de Meio Ambiente, mas não para tratar do fogo e nem da água e sim dos Resíduos Sólidos. E aí vem o velho provérbio: " É como fogo no monturo (lixo)", vai queimando por baixo e lentamente para a agonia de quem ver o Itapecuru se definhando.
Matéria de Léo Lasan com informações do Jornal de Mirador-MA.

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

PLANO VIVER SEM LIMITES É LANÇADO EM PARAIBANO

PARAIBANO TEM ATUALMENTE MAIS DE 5.500 DEFICIENTES.
Paraibano recebeu No início da semana (segunda-feira (26/08) a coordenadora da a Secretaria
de Estado dos Direitos Humanos e Cidadania – SEDIHC, Kátia Virginia Espíndola Rodrigues que veio para ministrar palestra no lançamento do Programa “Viver sem Limite - Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência” no município. O “Plano” tem por objetivo promover a integração e articulação das políticas públicas voltadas ao tema. O evento foi  realizado pela Secretaria de Defesa Social do Estado em parceria com a Prefeitura de Paraibano, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social. O lançamento do “Plano” 
aconteceu das 8 às 17 horas, no plenário da Câmara de Vereadores de Paraibano e foi aberto ao público, especialmente para pessoas com deficiências. Participaram familiares das pessoas portadoras de deficiências,autoridades, profissionais da educação e saúde. Uma presença que marcou o encontro foi a do secretário municipal de defesa dos direitos das pessoas com deficiência de São João dos Patos, Sr. Francisco Leosvan, que é também coordenador do Fórum Estadual das Entidades de Pessoas com Deficiência e Patologia do Maranhão e responsável pela criação da primeira secretaria municipal da entidade no Estado do Maranhão. Durante sua palestra, Kátia  Espíndola falou sobre a situação dos deficientes, seus direitos e como o município deve elaborar projetos para captar recursos voltados a desenvolver ações na área de políticas públicas e direitos das pessoas portadoras de deficiências.“Para nós, Leosvan é um orgulho, por ter
implantado a primeira secretaria dos direitos da pessoa com deficiência no estado do Maranhão, e também a primeira Associação dos Deficientes e de São João dos Patos na região” destacou a palestrante Kátia Espíndola.                                                     Em entrevista a este blog Leosvan, relatou que a sua luta começou desde a infância: “Sou de família de 12 irmãos, mas sempre fui aceito como todos eles, nunca houve diferenciação, o preconceito veio de fora” afirmou. Leosvan que é cadeirante. Em seu discurso o patoense, fez uma relato de sua vida, das dificuldades nos tempos de escola, os incentivos, as experiências profissionais e políticas, sempre encontrando um universo de preconceitos, indiferenças, mas nunca se deixando abater e lutando permanentemente pelos seus direitos e das pessoas com deficiências.“São exemplos que podem ser seguidos por outros municípios da região” desejou Leosvan que ainda lembrou-se da Lei Municipal criada para dar acessibilidades aos deficientes em comércios: “A rampa para cadeirantes em frente aos estabelecimentos comerciais e orgãos públicos municipais e governamentais, caixas eletrônicos mais baixos, elevador em locais que são necessários e isso não só para deficientes físicos, mas também para gestantes, idosos, etc. Acessibilidade para todos” frisou o secretário dos deficientes de São João dos Patos.















Outro ponto positivo observado por Leosvan são os trabalhos de informações como palestras e encontros realizados com a sociedade de um modo geral para levar conhecimentos, experiências e assim conscientizar a todos sobre os direitos dessa parcela da sociedade: “Esse encontro aqui em Paraibano é um avanço, veja o número de pessoas com deficiências, suas famílias, são muitas pessoas que precisam desses serviços que buscamos” destacou. Em Paraibano são 5.543 pessoas portadoras de deficiências físicas: “A maioria das pessoas acha que deficiente é só aquele que usa cadeira de rodas... Existem outras deficiências, como surdez, mudez, visão, etc.” disse Leosvan. Entre os direitos reinvidicados pelso deficientes está o acesso à educação, inclusão social, atenção à saúde e acessibilidade, estimulando todas as políticas públicas e programas que contemplem a promoção, a proteção, a defesa e a garantia dos direitos da pessoa com deficiência. O número dos mais de 5.500 deficientes no município de Paraibano tem despertado a atenção da população para esse público.Essa observação foi levantada por este editor durante entrevista com Kátia Espíndola: “É um público que mesmo sendo atendido pelos órgãos municipais, ainda não tem acessibilidade a eventos
públicos, ficam sob os cuidados da família, à margem dos acontecimentos sociais e por isso a maioria das pessoas não os nota, mas que existe e é preciso desmistificar esses preconceitos para que eles (os deficientes) sejam incluídos como cidadãos”.Kátia Espíndola revelou a este blog que sentiu na própria pele o sofrimento dos deficientes. Durante a sua formação de turismóloga na Faculdade São Luis sofreu síndrome de Guillain Barrè (doença neurológica de origem autoimune capaz de provocar fraqueza muscular generalizada) que a deixou tretaplégica e a fez perder a visão,coordenação motora, sensibilidade, isso
tudo durante sete meses, esse processo, levou-a a se aprofundar em estudos sobre a doença e as dificuldades que essas pessoas passam, principalmente pela falta de conhecimentos, acessibilidade e direitos. Kátia revelou ao blog que entrou de cabeça no universo dos deficientes para conseguir que os direitos dos mesmos fossem garantidos: “Existe um desconhecimento muito
grande e não é só por parte das pessoas com deficiências físicas...As próprias autoridades, não tem um bom conhecimento na área...

Em 2014 a SEDIHC pretende promover palestras regionais com gestores públicos, promotorias, para ampliar as discussões, desenvolver trabalhos e avanços dessas informações” revelou. A Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Cidadania-SEDIHC- em São Luis tem recebido recurso do Governo Federal para o fortalecimento do orgão. Entre esses recursos está a ampliação de profissionais, que contará com três interpretes de libras, um profissional administrativo e um motorista, com objetivo de dar suporte em ações em que uma pessoa com deficiência necessite. Kátia exemplificou o caso de algum paciente portador de deficiência auditiva que precise de cuidados médicos e que não seja entendido na sua linguagem corporal pelo
profissional da saúde, nesse caso, dependendo da situação, a SEDIHC pode estar disponibilizando um intérprete de libras, para contribuir na área da saúde e educação e até mesmo da justiça: “O ideal é que cada município tenha um profissional capacitado em libras” orientou Kátia durante entrevista a este editor. Como ainda não é uma realidade nos municípios maranhense, Kátia informou que existe uma central em São Luis onde pode ser agendado esse profissional. “Com o aumento de acidentes automobilisticos no Brasil, da violência, cresceu o número de pessoas que ficam com alguma sequela, então é necessário que se aumente profissionais para atender esse público.” Destacou a coordenadora da SEDIHC. “O sofrimento dessa pessoa com deficiêcia é muito grande, por não serem entendidas na sua linguagem corporal, aí sofrem com a desatenção, preconceito e descaso... O mundo ainda é egoísta, pela forma do olhar já se observa o preconceito e a falta de atendimento adequado a essa parcela da população tem que melhorar e ter avanços. Eles tem esses direitos. Temos que mudar essa realidade” desabafou Kátia Espíndola ao se referir a falta de atenção da sociedade como um todo aos deficientes no Brasil. Durante o evento em Paraibano, algumas pessoas com deficiência presentes ao encontro se manifestaram: A estudante Adriana revelou que sofre com a dificuldade de fixar o aprendizado na escola e por isso se sente discrinada quando a chamam de burra. Adriana afirmou que se considera inteligente. Outra aluna do Complexo Educacional Epitácio Pessoa (uma das mais tradicionais escolas no município) ressaltou, que mesmo sofrendo preconceito foi considerada uma ótima aluna e conseguiu concluir um curso técnico de auxiliar administrativo em curso do governo. Kátia Espíndola, elogiou as alunas e informou que o governo federal disponibiliza cursos profissionalizantes, democraticamente e exemplificou o PRONATEC. Kátia incentivou para que essas pessoas busquem espaços em empresas para trabalhar profissionalmente.
O Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência por meio do Plano Viver Sem Limites, veio a Paraibano a convite da Prefeitura Municipal e Secretaria Municipal da Assistência Social. Estiveram presentes ao evento a vice-prefeita Rejany Sá Gomes Correia (representando a prefeita Aparecida Furtado (PV) que por questão de agenda administrativa não pode comparecer), o promotor de Paraibano Dr. José Emanuel da Silva e Sousa representou o juiz da comarca  Dr. Carlos Eduardo de Arruda Mont"Alverne, a secretária municipal de assistência social Edivânia Coêlho Madeira, secretária municipal de saúde Lucimar Sá da Silva, secretária municipal de Obras Transportes e Serviços Urbano Sâmia Albuquerque, a vereadora e presidente da Câmara Ana Célia, vereadora Socorro Lucena, vereador Cazuquinha, o presidente do Conselho Municipal da Assistência Social Gilclean Gomes Vieira, profissionais do CRAS, da educação, saúde, etc. Também foram prestigiar o lançamento do Projeto. 
Fotos e Matéria: Léo Lasan

terça-feira, 27 de agosto de 2013

DIÁLOGOS PELO MARANHÃO EM PRESIDENTE DUTRA

O BLOG PARAIBANOMANEWS ESTEVE PRESENTE AO EVENTO
A saúde pública da cidade de Presidente Dutra foi o ponto central dos debates dos Diálogos pelo Maranhão no último final de semana. Durante encontro da caravana dos Diálogos Pelo Maranhão, realizado na sede da Maçonaria daquela cidade, que teve a presença de militantes, imprensa, estudantes e lideranças políticas de vários municípios da região, a denúncia do sucateamento do hospital regional construído no governo Jackson Lago, foi abandonado após a volta de Roseana Sarney, segundo disseram os políticos da caravana. A denuncia exaltou os ânimos dos oposicionistas vermelhos.O primeiro a disparar a artilharia de críticas  foi o vereador de Presidente
Dutra, Zezão, que questionou qual obra vultosa fora feita por Roseana em Presidente Dutra. Zezão fez um paralelo entre “nenhuma obra” da atual governadora do Maranhão e as obras realizadas pelo ex-governador Jackson Lago: “O Socorrão está abandonado, assim como muitas obras feitas no governo de Jackson e que estão abandonadas. O governo que hoja está aí não fez feito nenhuma obra de grande vulto” disse o vereador. Outro vereador da cidade que conclamou os militantes a mudarem a situação do estado, foi Antonio Veloso: "Flávio Dino vai libertar os maranhenses das garras do Sarney”  manifestou. Para o jovem vereador Wallas os maranhenses são um povo de um estado rico, porém pobres e humildes devido a oligarquia e pediu ao pré-candidato a governo do Maranhão Flavio Dino quando governo, olhe para o povo mais pobre do estado. Para o deputado estadual Marcelo Tavares, todos estão irmanados em mudar o poder e alternância no Maranhão, que deve ser a base da democracia: “Somos contra o Sarney, para que se acabe com a falta de educação, de saúde, de segurança e tudo de negativo que se reume em nosso estado a um só nome;Sarney” desabafou sob aplausos dos presentes ao evento. Tavares ainda completou ao dizer: ”Roseana Sarney não mudou nada no Maranhão... Já denunciamos os desmandos no Maranhão, na saúde foi gasto 2.400 mil, só na área da saúde foram gastos 1.200 mil, então era para se ter uma saúde da Inglaterra... O Hospital de Presidente Dutra está sendo desmontado... Não sei o que o povo de Presidente Dutra fez para a governadora, pois ela trata 
Dep. Marcelo Tavares  Foto:Lasan

Presidente Dutra com desdém... O hospital de Coroatá deve ser o melhor do Brasil, pois recebe 60 milhões de reais por ano” afirmou o deputado Marcelo Tavares e informou que diariamente os quatro deputados ali presentes (....) denunciam os desmandos no estado do Maranhão. Para o deputado Rubens Pereira a governadora Roseana Sarney venceu a campanha política nabase da mentira, dinheiro e muita enrolação: “Nós estamos contestando isso na justiça” informou e completou: “Ela disse em campanha que o maranhense ia dormir com a janela aberta... Quem é que dorme hoje no Maranhão com tanta insegurança?” em seguida Rubens Pereira pediu que a cada nome de um município que fosse citado por ele, algum representante levantasse a mão e a cada nome falado, no que foi atendido e ao final o deputado concluiu: “O Maranhão está todo aqui representado”. O Deputado Bira do Pindaré se solidarizou com o companheiro Domingos Dutra ao discursar: “A banda boa do PT e que quer trazer os petistas para o lado bom está com Flávio Dino... E isso incomoda a governadora, que está  desesperada  por ter uma oposição forte que está desmontando os esquemas que eles fizeram” Afirmou Bira do Pindaré que falou ainda dos salários que a governadora pagava para os ex-prefeitos aliados, os chamados bolsa eleição e agora convênios fantasmas no Detran: ”Estamos desmantelando esse esquema esta semana”. Outra 
João Marcelo, Flávio Dino e Dr. Daniel Veloso foto:Lasan
denúncia de Bira foi em relação ao pré-candidato a governo do Maranhão Luis Fernando Silva (secretário de Estado de Infraestrutura do Maranhão) quando foi prefeito de São José de Ribamar cobrou o Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI)  nas casas do Programa Minha Casa Minha Vida naquele município. Para finalizar seu discurso Bira do Pindaré frisou que em frente ao local em que estavam na sede da Maçonaria de Presidente Dutra, havia uma feirinha, com legumes importados e desabafou que a única coisa que o Maranhão exporta atualmente são as pessoas, maranhenses que vão para toda parte do Brasil, fugindo do sofrimento no Estado. A única deputada da mesa enalteceu o papel da mulher ao agradecer a organização do evento e a recepção: “Toda mulher é curiosa, por isso fiquei curiosa em saber quem 
Blogueiro de Colinas Samuel e Dep. Domingos Dutra Ft;Lasan
organizou tão bem essa recepção e descobrir que foram as mulheres de Presidente Dutra... Obrigada” disse a deputada estadual Cleide Coutinho. A deputada filosofou ao comentar que: “As grandes mudanças do mundo começaram pelas palavras sonho e desejo” Cleide referia-se ao título de cidadão presidutrense concedido pela Câmara de Vereadores e não entregue a Fla´vio Dino, por interferência da governadora Roseana Sarney segundo denunciaram algumas lideranças políticas daquela cidade. Para Cleide Coutinho osonho e p desjo de mudar o Maranhão está dentro do coração de Flávio Dino: “O título que o coração dar esse ninguém tira, e você Flávio Dino vai levar para sempre esse título no seu coração” disse a deputada. O discurso mais corrosivo foi o deputado federal Domingos Dutra (PT), de forma pejorativa Dutra, elencou uma porção de apelidos para designar o senador Sarney (PMDB-AP) e satirizou que o “Futi” (apelido qual Dutra designa Sarney) foi mordido pelo mosquito da dengue mas quem se lascou (morreu) foi o mosquito, em relação a governadora Roseana Sarney a quem Dutra chama de “Futizinha” disse que a governadora é artista em enganar e é a única em 
Lasan e o Dep. Domingos Dutra   Foto:Samuel
política que bate um escanteio, corre e marca o gol de cabeça. Dutra chamou a atenção para os gastos da governadora com a mídia e acusou que os Sarneys estão trocando real por dólar, colocando o dinheiro em potes e enterrando embaixo de pés de mangas e cajus, a chamada botija: ”Se for cavar no Maranhão vão achar muito dinheiro” brincou o deputado ainda petista. Em tom mais sério Domingos Dutra denunciou que a cultura maranhense não tem tido apoio desde que os Sarneys entraram no poder: “Quando um município maranhense faz aniversário, as bandas que vem animar a festa são de fora, é banda de forró com nomes de “Jumento Com Formiga”, é tanto nome, tudo vem de fora, até a cachaça que a gente bebe vem do Piauí, Pernambuco, São Paulo, a gente fica bebo e gera emprego para outros estado. Dutra lembrou também das frutas, verduras, legumes, vindos da Bahia e até da 
Dep. Cleide Coutinho  Foto:Lasan
Argentina: “O Maranhão é rico em terras férteis, tem muita água, mas não tem o investimento do governo” denunciou Dutra. O deputado que criou o PT maranhense, voltou a afirmar a sua saída do  partido: “Quem tem vergonha na cara não pode ficar no partido do Sarney. No Maranhão o PT se amigou, se amancebou com os Sarneys...Tem muitos irresponsáveis no PT” reclamou Dutra. O deputado fez um resumo da sua vida política e revelou que em 2014 vai se lançar como candidato a senador pelo Maranhão, virando-se para o colega Roberto Rocha (que fazia parte da mesa) disse, ali tem o colega Roberto, que é gordinho, bonitinho, você podem votar também nele, eu sou mais feio, magrelo, mas tenho muita carne na língua... depois de 
Dep. Estadual Bira do Pindaré    Foto:Lasan
arrancar gargalhadas do público Domingos Dutra finalizou: “Se a gente quiser o Maranhão de volta, está aqui Flávio Dino”. O deputado federal Simplício Araújo (PPS), denunciou que o governo do Maranhão e os Sarneys estavam fazendo escuta das ligações telefônicas dos deputados para tentar jogar uns contra os outros. Simplício disse: “Eles vão tentar desconstruir nossa união. Por isso é preciso  que cada um venha abraçar Flávio Dino e em cada cidade façamos a nossa parte, a de trazer de volta o orgulho de ser maranhense que nos foi roubado” conclamou o
deputado. Simplício também criticou  as propagandas do governo de Roseana Sarney, para o deputado, Roseana quer que o maranhense viva da ilusão propagandeada por ela na mídia.  O ex-vereador presidutrense  Aristeu Neves fez duras críticas e informou que em Presidente Dutra existe o problema do abastecimento e da qualidade da água; “Em vez de Roseana se preocupar com picuinhas deveria cuidar da água em Presidente Dutra que é da cor de suco de buriti”.  O discurso mais ponderado foi do vice-prefeito de São Luis, Roberto Rocha, após homenagear Jackson Lago e Dona Marinete (mãe do 
Dep.Fed. Simplicio Araújo, Flávio e Dep. Dutra Foto:Lasan
vereador Zezão-Presidente Dutra) destacou a bravura da mulher daquele município. Rocha propôs que a política no Maranhão tem que se engrandecer e lembrou a todos da humildade política: “Na política, temos duas formas de perder uma eleição. A primeira é quando se pensa que já se ganhou e a outra é quando antes de terminar se acha que já se perdeu a eleição”. Depois dessa frase Roberto Rocha fez um histórico das eleições no Maranhão e seus candidatos vitoriosos e não vitoriosos e foi exemplificando a campanha de cada um, mostrando que é preciso calma e ponderação em política. Roberto Rocha falou sobre o senado onde por três vezes exerceu o cargo e observou que o Maranhão é o único estado da federação em que não há concorrência no senado, pois os três que lá estão são da mesma corrente política. Rocha questionou sobre algum debate entre senadores maranhenses para  interesses do estado. O vice-prefeito de São Luis lançou uma reflexão aos convidados: “O Maranhão é o último estado do Brasil em tudo e é preciso passos largos para mudar isso... a reflexão é: O que precisamos fazer?” deixo essa reflexão com todos. O ex-prefeito de Caxias 
vice-prefeito de São Luis Roberto Rocha ft:Lasan
Humberto Coutinho (PDT) lembrou-se do crescimento da cidade de Presidente Dutra, do governo de Jackson Lago que trouxe um dos melhores hospitais, o Socorrão e da falta de coragem da atual administração de Presidente Dutra: “Nós temos que ter coragem... Não temos que ter medo, para a cidade crescer é preciso um governo forte...” disse Coutinho “Dinheiro tem a vontade, o que falta é administração, é governo” completou. O ex-prefeito de Caxias acusou o secretário estadual da saúde Ricardo Murard de ter tirado aparelhos do Socorrão de Presidente Dutra e ter levado para Coroatá... Nesse “caso os prefeitos não deviam ficar calados”. Humberto Coutinho relembrou a pesquisa em que Flavio Dino está com 60% à frente do candidato da governadora Roseana e ressaltou: “Nós políticos nunca devemos ir contra a maré, temos que seguir a vontade do povo”. O jovem Daniel representou a juventude e 
Dep. Estadual Rubens Pereira Foto:Lasan
perguntou ao pré-candidato Flávio Dino, qual era o seu plano de governo para mudar o quadro da educação no estado que registra os piores índices no Brasil. Flávio Dino ao se pronunciar primeiro disso que não existe adversário maior que a atual situação por qual passa o estado do Maranhão. Em reposta ao jovem Daniel, deu como exemplo o estado do Ceará e as universidades espalhadas pelo estado e disse que também tem esse plano, e lembrou a todos que foi professor e conhece as disciplinas da escola, que vai valorizar os professores, etc. No seu plano vai implantar faculdades nas regiões, com campus, reitor, etc. Flávio Dino assinalou que no Maranhão não existe formação para médicos, por isso que o estado tem menos médicos no Brasil, sobre a saúde lembrou d valorização dos Agentes Comunitários de Saúde e que continua o mesmo, nunca mudou a forma de ver as coisas: “O poder não vale nada” e usou a passagem bíblica da caminhada de Moisés rumo a terra prometida: “É difícil e não se faz nenhum caminho, tarefas sozinho... As grandes lutas e caminhadas são feitas com pessoas juntos... É desse mesmo modo que precisamos enfrentar o deserto das coisas no Maranhão... Cada realidade que eu vejo fica
guardada na minha mente e no meu
coração... Eles acham que a gente tem preço, eles dizem aos prefeitos que tem um bilhão para gastar com a eleição e nós não temos bilhões, temos sim a generosidade, a humildade de em cada seção dos Diálogos Pelo Maranhão de ouvir vocês e aprender como mudar... Nós não somos grandes, o povo do Maranhão é que é grande” essas foram algumas das frases de Flávio Dino durante a passagem por Presidente Dutra.O presidente da EMBRATUR ainda falou do problema com o Socorrão, segurança, educação, etc.
Para a professora Cleude Dias que veio de Jenipapo dos Moreiras para apoiar Flávio Dino, disse a este editor que o momento da mudança no Maranhão nunca foi tão propício:“Acompanho pelo Facebook a mudança, o povo maranhense está finalmente acordando e exige melhor educação, mais saúde, segurança, pois tiveram muitas decepções com os Sarneys durante todos esses anos” afirmou a professora, que faz parte do diretório do PCdoB naquele município. Cleude ainda pediu aos governantes que acompanhem de perto os prefeitos em seus municípios e encontre soluções para juntos acabarem com tanto sofrimento principalmente das famílias mais carentes: "Atualmente todos os prefeitos  reclamam da falta de recursos... Mas será que a culpa não é devido a eterna governança dos Sarneys no Maranhão" deixou a pergunta a professora de Jenipapo dos Moreiras. A coordenação dos Diálogos do Maranhão nas caravanas explicam que esse projeto tem por objetivo colher informações junto Às pessoas nos diversos municípios do estado, para fazer uma síntese que sirva base para o plano de governo de Flávio Dino: "De forma democrática, em uma reforma política deixando os temas livres e abertos para discussões" disse o locutor que abre os eventos dos "Diálogos". O número de profissionais de imprensa que foram acompanhar 
Juliana, Edson Barbosa e vereador Tio Jardel 
de S.J. dos Patos  Foto:Lasan

a caravana dos Diálogos em Presidente Dutra, chamou a atenção dos visitantes. Políticos até mesmo do PMDB de Roseana Sarney estiveram prestigiando os Diálogos Pelo Maranhão. É o caso do vereador Tio Jardel (PMDB) aliado do ex-prefeito Zé Mário e do atual prefeito Dr. Waldênio Sousa fortes defensores da corrente política de Roseana Sarney na cidade de São João dos Patos. Jardel ao ser perguntado por este editor se tinha mudado de partido respondeu: "Estou aquí mas estou correndo o risco de perder a cabeça" revelou meio apreensivo, em seu socorro veio o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de S. J. dos Patos, Sr. Edson Barbosa: "Na realidade o nosso município precisa ter um representante neste evento e eu convidei o vereador que democraticamente está aqui, representando também o povo de São João dos Patos"justificou Edsom que estava acompanhado da filha Juliana.De Colinas o blogueiro Samuel, de Paraibano os advogados João Marcelo e Daniel Veloso.    
      

domingo, 25 de agosto de 2013

MOMENTOS



Desde quinta-feira passada (22) que o Blog Paraibanomanews está sem notícias. O motivo foi que este editor estava acompanhando a sua genitora Ana Santana que caiu na manhã de quinta-feira e fraturou o fêmur. Ana foi atendida em Paraibano e encaminhada para o Socorrão em Presidente Dutra onde ainda está internada aguardando cirurgia de risco haja vista, Ana Santana tem 75 anos, é diabética e hipertensa. Esteve em Presidente Dutra este editor, seu irmão Lolinha e a irmã Francimáxima. O Socorrão de Presidente Dutra só aceita um acompanhante, de preferência do sexo feminino e o horário de visita diário vai de 16 a 17 horas. Este editor por acaso do acompanhamento de sua mãe, ficou sabendo da visita da caravana de Flávo Dino no sábado em Presidente Dutra e na manhã do sábado registrou na Casa Maçônica daquela cidade o evento "Diálogos Pelo Maranhão". O Socorrão de Presidente Dutra foi o órgão do governo do estado mais criticado pelos políticos que participaram do evento com Flávio Dino. Na noite anterior ao evento este editor fez uma matéria sobre o Socorrão as dificuldades e sofrimentos dos pacientes e seus acompanhantes. A matéria vai ser postada a partir desta terça-feira 27 de Agosto. Agradeço aos internautas que buscaram novas matérias e peço que todos torçam para que a cirurgia de minha mãe (que deve acontecer ainda esta semana) seja bem sucedida. Obrigado.

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

LIÇÃO DE CIVISMO

O Dia 7 de Setembro está chegando e com a data a lembrança do civismo. Civismo é uma palavra que há muito não se ouve nem mesmo nos bancos  escolares e faculdades. Civismo significa a devoção ao interesse público e ao patriotismo... Quando ultimamente tem se visto a juventude depredando bens públicos, pergunta-se onde está o patriotismo... E aí  mas um ano e o desfile do Dia 7 de Setembro nos remete às lembranças dos nossos heróis e nossas riquezas, afinal o desfile do Dia 7 de Setembro mostra isso.
Em Paraibano os desfiles da pátria dos anos de outrora eram de encher os olhos, aí vieram os políticos modernos com suas famigeradas ladainhas de que o município não tinha condições de fazer o desfile... E as crianças foram se perdendo da cultura e a memória histórica do município, estado e país quase esquecido... Este ano a prefeita de Paraibano e secretaria municipal de educação estão se mobilizando para fazer o desfile no dia 5 (?) de setembro...
Muitos municípios no Brasil os gestores vão arrumar alguma desculpa para não fazer o desfile, aí o povo deve pedir a esses gestores para voltarem à sala de aula para estudarem a disciplina de história para ver se aprendem a gostar do Brasil.
O texto acima serve para ilustrar o livro da paraibanense Dra. Eliza Brito Neves dos Santos, uma obra que deveria estar nas grades curriculares de todos os professores do município e ser trabalhado em sala de aula. Para os professores que ainda não adquiriram o livro "O TEMPO NÃO APAGOU" ainda dá tempo de adquiri-lo, ali na casa da professora Telma e Onildo (Rua 7 de Setembro - centro- Paraibano). O livro na sua página 85, tem uma passagem de um patriotismo exemplar acontecido em 1948 em Paraibano, com o título de "LIÇÃO DE CIVISMO". O personagem cognominado Luis Flandeiro, apelido esse devido a sua profissão. Luis com um imenso senso patriótico reunia um grupo de rapazes e toda noite formava pelotões, fazendo-os marchar pelas ruas, sob o mais rígido comando, e estes em perfeita obediência, desfilavam em passos certos (e aí de quem errasse) aos berros do instrutor que usava um forte apito: "Alto!Em Frente! Marcha!
Volver!  à Esquerda! É à esquerda, magote de burro! Sentido.... Cada patriota do grupo portava um cabo de vassoura, que fazia a vez do fuzil, cujo manejo era tão real que dava a todos a impressão de que a guerra havia começado.[...] Em várias datas cívicas, colocavam-se em colunas, atrás das escolas e desfilavam pelas ruas... A história contada por Dra. Eliza é de uma beleza de encher de orgulho todo brasileiro que ama a pátria. Mas essa maravilhosa história do Dia 7 de Setembro em Paraibano, vou deixar para você ler no livro "O TEMPO NÃO APAGOU"... O livro, como falei, estar disponível na casa do Onildo Brito, e é uma idéia maravilhosa quem quiser dá de presente para um amigo paraibanense no Dia 7 de Setembro... Na verdade será um ato de civismo.